Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Ântumos Implexos dos Airados: ... da-se! - I

da-se.jpg           I

 

“… DA-SE!”

 

da-se!

O fim do período ou

Quando o vermelho mudou de cor

E ganhou cheiro

Ou, porque não,

O cair do muro

Ou, talvez até,

O outro lado da liberdade,

Ou seja, numa palavra:

da-se!

 

Tratando-se de um livro

É óbvia a necessidade da sua leitura.

Não será, quiçá,

Recomendada a menores,

Nem mesmo pelos membros do Governo.

 

Em ambos os casos

O autor anónimo

Não se responsabiliza

Pelos danos causados na psique de quem lê.

 

Adverte-se que se rejeitam responsabilidades

Quer pelas consequências,

Quer pelas más interpretações,

Do que eventualmente,

Os leitores possam ser alvo.

 

da-se!

Não é mais que o desabafo jovial

De um alguém rebelde,

Na flor da vida,

Na aventura da descoberta

Da realidade,

Que, sem se saber bem como,

Se começa,

A dado instante,

A viver

E de onde não mais

Se consegue encontrar

Uma saída.

da-se!

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub