Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Ântumos Implexos dos Airados: A Complexidade do Dois em Um - VII - Do Sorriso à Ira, Um a Um - 2

Do Sorriso à Ira - Um a Um.jpg                       2

 

“DO SORRISO À IRA, UM A UM”

 

Um a um,

Juntam-se os factos,

Os eventos,

Os instantes.

 

Celebramos aniversários,

Damos parabéns,

Vamos a festas,

Mas sem festas os atos,

Os momentos,

Os picantes,

Sentem a ausência

Da caricia,

Do mimo,

Da companhia,

Do dia-a-dia celebrado

No fulgor de algo

Chamado de amor,

Esquecido de significado,

De força, de génio,

De alegria.

 

Tudo por ter perdido

Forma,

Horizonte,

Nervo

E valor,

Tornando a terra fértil

Em deserto

E o olhar em miragem,

Esquecimento,

Mais longe do que perto,

Nublando a paisagem.

 

Afinal, a fonte

Ao deixar de ser nascente

É a alma gémea que vira

Gota, lágrima sem ponte,

No canto de um olho que revira

Por ver secar o oásis no horizonte,

A palmeira em fogo sucumbir como uma pira,

Porque os seres se apartam

Sem razões e sem sentido

Dando o sorriso lugar a nova ira.

Um a um…

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub