Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Crença em um Fanal na Chona Lôbrega: Um Pássaro Sou - VII

Um Pássaro Sou.jpg

          VII

 

"UM PÁSSARO SOU”

(Balada para um cantor só)

 

Sou!

Um pássaro sou

Ou ser voador,

Que quer voar e que voou

Seguindo a linha do Equador,

Buscando no mundo

A terra perdida

Onde o amor é moeda corrente,

Onde o segundo,

Tem sabor a vida

E onde o calor humano

É tão diferente.

 

Porque eu sou,

Um pássaro sou

Ou ser voador,

Que quer voar e que voou

Seguindo a linha do Equador!

 

Vou

Lá viver, eu vou

Para onde há calor,

Para poder,

Livre viver,

Seguindo a meiga via do amor.

 

Quero que exista,

Justiça mais justa,

Uma conquista

Que o meu ser busca,

Porque a saída tem fraternidade

Se cada um suportar o que custa

Poder por fim gritar liberdade!

 

Porque eu sou,

Um pássaro sou

Ou ser voador,

Que quer voar e que voou

Seguindo a linha do Equador!

 

Porque eu vou

Lá viver, eu vou

Para onde há calor,

Para poder,

Livre viver,

Seguindo a meiga via do amor!

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub