Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Díscolas de Runim Iaiá: Café - VIII

Café.jpg

 VIII

 

"CAFÉ"

 

De etéreo lugar veio o convite,

Para um café apenas, nada mais.

Um gesto de amizade, sem sinais

Que pudessem quebrar qualquer limite…

 

Um olhar doce e escuro de grafite,

Nos olhos, de um castanho cor de cais,

A lembrar ondas, mar e areais

Ou romance, passeios e apetite…

 

E conversámos pela tarde fora,

Como velhos amigos, com saudade

De reviver, enfim, velha amizade

 

E viajamos horas num agora,

Na Bahia, Paris, Cais do Sodré,

Perdidos num aroma, num café…

 

Ariana Telles

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub