Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Divagações Quase Líricas - Distância - V

Distância.jpg

        V

 

“DISTÂNCIA”

 

Sempre que entro no Facebook ou
Num canal de chat,
Repleto de alcunhas,
Nicks ou pseudónimos,
Em que a tela flui
Como a corrente de um rio eu
Lembro os tempos
Em que "computador"
Era uma palavra complicada...

Quando para falar
Com o outro lado do mundo
Era preciso olhar bem
Para o dinheiro disponível na carteira
Como quem olha para o fundo de um poço
Procurando descobrir
Onde se encontra
A linha de água
E fazer contas aos segundos
Que matariam milhões
De atlânticas ou indicas
Saudades...

Longe vai o Homem...
Quando o horizonte se conquista
Nos limites do desconhecido...

Quando um sorriso
Se transmite
Pelo mundo
Anunciando que a distância
Existe apenas
Se quisermos...

 

Gil Saraiva

 

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub