Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Os Anexins de um Vate Sólito: É Amor - XIII

É Amor.jpg

  XIII

 

"É AMOR"

 

Por entre abraços, beijos e caricias,

Gritos roucos, gargantas sequiosas,

Murmúrios de prazer, odores de rosas

Em dedos recobertos de perícias,

 

Num contorcer de corpos e malícias,

De ondas loucas de tensões nervosas

Nas línguas que tocando generosas

Aqui, ali, além, buscam delícias,

 

Eu penetrei cruel e orgulhoso

E ela me conquistou entre seus ais,

Com seu pedir por mais, por muito mais,

 

Com sádicas dentadas, com seu gozo.

Sexo sem sentimento tem valor,

Mas feito entre quem ama… hum, é amor!

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Meus Blogs: Crónicas. Poesia, Humor, Beijos

Músicas que adoro

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub