Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Os Anexins de um Vate Sólito: Ser Mulher... no Fim do Dia - XXIX

Ser Mulher no Fim do Dia.jpg                           XXIX

 

"SER MULHER… NO FIM DO DIA”

 

Pelo nome ninguém diz se é capaz,

Quanto ao feitio, é espevitada.

Contudo, no nariz, arrebitada,

Consegue ser Maria ou rapaz.

 

Mas pode ser mulher e ser mordaz,

Mostrar, nuns olhos grandes de mimada,

Um ar gaiato de fera amansada,

Um coração batendo pela paz.

 

Cabelos de tufão, ar de bonança,

Qual chuva tropical em chão ameno

(Às vezes nem se dá pela mudança)

 

E o rosto antes zangado é já sereno.

É Roma, a capital, e é Pavia,

Sabe bem o que quer, no fim do dia.

 

Gil Saraiva

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub