Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Sortilégio Tropical: Doce - XXVII

(entre cá e lá...)

Doce.jpg

XXVII

 

"DOCE"

 

Existe uma palavra que hoje em dia

Não me deixa a cabeça, o pensamento,

E quando penso nela, no momento,

Sinto a tua presença e alegria…

 

Não sei se sofro de alguma fobia,

Se um vírus apanhei no ar, no vento,

E doença não é, pois, sofrimento

Não está associado à euforia…

 

Mas que há ligação, e que ela é estranha,

Não a posso negar, pois sinto, assim,

Uma impressão, um fogo, um frenesim,

 

Quando a mim chega, de onde quer que venha….

Existe uma palavra, quem a trouxe?

Só tu podes ter sido, que ela é: doce.

 

Gil Saraiva

 

 

 

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub