Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Tetrásticos de Supercílio Trépido: Triunvirato - II

Triunvirato.jpg               II

 

"TRIUNVIRATO"

 

Como se uma não bastasse

Com duas mulheres vivia

E como se não chegasse

Uma terceira aparecia.

 

Com três mulheres vivo agora,

Foi a conta que alguém fez,

Que me importa se uma chora

Se a outra sorri em vez.

 

Em vez de chorar sorri,

Brinca, fala, às vezes cora,

Mas chega terceira ali

Logo se julgando fora.

 

Com a primeira casei

E usando um anel dourado

À segunda me juntei

Por causa de ter casado.

 

Mas a primeira cismou

Em ver-me mais amparado

E a terceira chegou,

Para eu ficar consolado.

 

Sogra, mulher e filha,

Com três mulheres dei o nó,

Que mais querer podia

Um homem, dantes, tão só?

 

Gil Saraiva

 

Nota: Quadras escritas em 1987 algum tempo depois do nascimento da minha filha.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Meus Blogs: Crónicas. Poesia, Humor, Beijos

Músicas que adoro

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub