Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Tetrásticos de Supercílio Trépido: Amor na Internet nos Anos 90 - XII

Amor na Internet nos Anos 90.jpg

                   XII

 

"AMOR NA INTERNET NOS ANOS 90"

(canção em “rock ‘n’ roll” para a banda “Rock da Garagem”)

 

Ah! Só no meu quarto entrei

Pensando: já me perdi.

Ah! O amor procurei…

Oh! O amor nunca eu vi.

 

Ah! Meu PC, eu liguei,

Feito uma marionete,

Em frente fui e busquei

Um amor na internet.

 

Fui de canal em canal,

No IRC da EFNET

Espreitei no Portugal,

Depois fui à UNDERNET.

 

Fui ao Turma e ao Patota,

E ao Poesia também,

Continuei minha rota

Ah! Procurando meu bem.

 

Do Algarve até ao Rio,

Pelo Brasil eu passei,

A todos fui sem desvio,

Cada canal procurei…

 

Foi então que um olá

Me acordou e em frenesim

Descobri no Marajá

Um coração para mim.

 

Ah! Em palavras amei

Feito uma marionete,

Ó meu Deus, eu encontrei

Um amor na internet.

 

Gil Saraiva

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub