Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Eco dos Sentidos: Espelho, Alheio - IX

Espelho Alheio.jpg

           IX

 

"ESPELHO, ALHEIO"

Foi hoje?

Ontem?

Amanhã?...

Foi ou será?

 

Possivelmente,

Foi um dia!...

No tempo perdido...

 

Foi...

Quando eu procurava saber

Para que vivia...?

 

Por querer descobrir

Quem sou...?!

 

E para onde segue

O meu caminho...!?

 

Foi por mim, por nós, por ti,

Que a vida ofereci

À sorte ou ao destino...?

 

Foi por querer ou

Por querer amar

E ser amado

Que eu tentei uma vez mais...?

 

Foi hoje,

Ontem,

Amanhã...?

Foi antes de o ser,

 De nascer

Ou renascer...?

 

Foi absolutamente

Por saber

Que tu existes!

Por sentir

Que te amo mesmo se partiste!

Por tanto te querer

Mesmo se a mim resistes,

Porque imaginas que um dia

Possam ficar tristes

Os teus olhos que hoje

Brilham por amor...

 

Foi certamente

Um novo pensamento,

Tão novo

Que a alma

Mal o descobriu,

Que o estro

Apenas o sentiu,

Que a vida

Não soube que o pariu,

Que o coração

Por pouco não partiu,

Que o espelho, alheio,

Não o refletiu!

 

Gil Saraiva

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub