Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Divagações Quase Líricas - No Beque - XIV

No Beque.jpg

       XIV

 

"NO BEQUE..."

(letra para um rock ligeiro)

 

A tua imagem,

Vi na maré,

Se olhei pra ti...

Já sei quem é...

Vens de passagem,

Toma um café,

Dorme comigo...

No meu chalé...

 

Tens pele de marfim,

Toca-me furor,

E, de dentro de mim,

Em ti explode amor...

 

No beque, no beque,

Nua te vi na proa

A navegar...

No beque, no beque,

Olhei pra ti...

Vamo-nos amar...

 

Toca-me a pele,

Vem-me encontrar...

Amor subi...

Nesse teu pomar...

Põe Ravel...

Quero ficar

Dentro de ti...

Quero madrugar...

 

Tens um puro amar

No brilhar do sorrir...

Vem navegar,

Vem que eu me quero vir...

 

No beque, no beque,

Nua te vi na proa

A navegar...

No beque, no beque,

Olhei pra ti...

Vamo-nos amar...

 

Gil Saraiva

 

Nota: Letra para a Banda de garagem “Rock Spot Alive” (anos 80).

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub