Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Trovador Binário - Dedicatória

Trovador Binário.JPG

Dedicatória

Este livro é dedicado às paixões que pululam pela internet, no caso português desde 1994. Algumas delas com resultados inesperados de encontro de almas gémeas, que ficariam para sempre perdidas, não fosse esse, ainda quase recente, meio de comunicação. A world wide web cedo se tornou a world wild web, em que tão facilmente conseguimos encontrar o melhor de todos e cada um de nós, como, da mesma maneira, nos deparamos com o lado sombrio e desumano a que alguns dos nossos semelhantes parecem aderir com a mesma simplicidade. Como na vida, temos de tudo, bondade, solidariedade, fraternidade, liberdade e igualdade, como mentira, engano, ódio, rancor, e outras coisas que nem vale a pena descrever. Bem-vindos.

 

Nota: Poemas criados entre 1995 e 2020

 

 

 

Livro de Poesia - Sortilégio Tropical: Dedicatória

(entre cá e lá...)

Capa Sortilégio Tropical.jpg

 

                                          ESTRO

ESPERANÇA, SENTIR, TRAGÉDIA, RISO, OUTRORA

 Sortilégio Tropical

   (entre cá e lá…)

                             Gil Saraiva

                                 2020

  • Nota: Sonetos publicados entre 1985 e 2020

 

Dedicatória

Aos poetas e cantores da língua portuguesa, com especial relevo para aquele que um dia escreveu e cantou que:

“… ai, essa terra ainda vai cumprir seu ideal, ainda vai tornar-se um imenso Portugal…”

                                                                                                                               Chico Buarque

 

Adoro ler, em português, poemas de Timor, Goa, Moçambique, Cabo Verde, Brasil ou Portugal.

Amo a globalização velhinha da língua portuguesa e a beleza pura da sua sensibilidade estética…

Gil Saraiva

 

 

Livro de Poesia - Sintra-me: Dedicatória

Capa Sintra-me.jpg

Dedicatória:

Este livro é inteiramente dedicado a uma região, uma Vila, uma Serra e um Mar que durante 6 anos me deixou rendido pelos sentimentos que me impôs na alma. Nem todos os sonetos aqui incluídos, talvez nem a maioria, falam de Sintra, pois que é a ela que me refiro, mas foram escritos nesse tempo, imbuídos desse espírito, dessa nova forma de sentir e ver o mundo que, por entre a bruma, ali descobri. Mais do que os amores então vividos, espero conseguir transmitir e retratar as memórias de um ego rendido a uma nova forma de ser, estar, ver e amar. A ti Sintra, porque te amo.

 

Observação: Os poemas deste livro foram criados entre 2001 e 2007.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Links

Meus Blogs: Crónicas. Poesia, Humor, Beijos

Músicas que adoro

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub