Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Desvarios em Sol-Posto - Dorme em Paz - XIII (Último)

Dorme em Paz.jpg

        XIII

 

"DORME EM PAZ"

 

Lembro...

Lembro como se fosse ontem...

Lembras-te?

Ainda te recordas?

 

Foi uma reunião vivida.

Uma união louca...

O focinho do teu cão ficou vermelho de pudor

E ao canário demorou a voltar-lhe o pio.

Só os lençóis do nosso leito

Acharam natural o que foi feito.

 

E tu rias,

Ó como tu rias.

Pela janela escutávamos o riacho

E as mariposas batiam as asas

Para lá do varandim

Acenando-nos, ao vento, as boas vindas.

 

O meu pai era contra...

Embora, bem no fim,

Se tenha rendido ao nosso amor

E concordado com a nossa felicidade

Sem mais entraves,

Sem mais problemas.

 

Nunca deixei que tivesses remorsos.

Nunca permiti sequer um arrependimento.

Nunca te neguei tudo o que sou.

Nunca te tirei o que tu eras.

Nunca te enganei num pensamento.

Nunca o teu olhar me perturbou.

Amei-te sempre,

Dia-a-dia, hora e momento!

 

Dorme em paz, agora, ó meu amor...

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub