Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Os Anexins de um Vate Sólito: Só Tu - XXIII

Só Tu.jpgXXIII

 

"SÓ TU"

 

Só tu tornas o gesto bem sublime,

Fazes do pensamento um memorando,

Na noite és como o Sol se alvorando

Fazendo com que o dia se aproxime.

 

Só tu podes levar o santo ao crime,

Transformas lago em mar se revoltando,

Um parvo, em novo génio, imaginando

Poder transformar a palha em vime.

 

Só tu és a miragem do alento,

Olhar p’ra ti é ter uma alegria,

Poder ser teu é louca fantasia.

 

Só tu és brisa, mais… tornado, vento.

Mas porque não me vês quando ao passar

Cruzas alheia, em mim, o teu olhar?

 

Gil Saraiva

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub