Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Sortilégio Tropical: Sonhar - IX

(entre cá e lá...)

Sonhar.jpg

      IX

 

"SONHAR"

 

Sonhar é poder ser um peregrino;

É correr mundo sem sair do lar;

É ser a onda azul em verde mar;

É ter na voz o tom do violino;

 

É fazer mentalmente outro destino;

É querer e poder ter a quem amar;

É viver onde e como imaginar;

É saber ser um novo paladino;

 

É sempre quase tudo ou quase nada;

É um eterno quase em cada dia;

É ter a qualquer hora a coisa amada;

 

É vibrante aventura ou nostalgia...

O que não puder ser realizado

Existe no que for por nós sonhado...

 

Gil Saraiva

 

 

 

Livro de Poesia: Portaló - Parte I - Paisagens - III - Chegada à Bahia da Paixão

Chegada à Bahia da Paixão.JPG

                          III

 

“CHEGADA À BAHIA DA PAIXÃO”

 

Quem não queria poder

Ver mais além?

Partilhar um momento com alguém

Na chegada à Bahia,

Que encantada,

Nos recebe, ao aterrarmos,

Agradada,

Porque lhe sorrimos nós também…

 

Se olhar a Bahia,

Nessa altura,

Entre beijos trocados

Com candura,

Lá do ar,

Nas nuvens de algodão,

Nos faz tremer,

E mais, sonhar

Com a proeza agora iniciada…

Também sorrimos

Com o coração,

Porque ao descermos vamos encontrar

Um outro bem,

Um cristalino estro,

Que inspira mais do maestro,

De quem chega sabendo áquilo que vem…

 

Nada do que sentimos é em vão,

Tudo em nós fica, se retém,

Porque tudo traduz nossa paixão!

 

Gil Saraiva

 

* Parte I - Paisagens ou o Sortilégio da Paixão

Livro de Poesia: Portaló - Parte I - Paisagens - I - Mais Perto do Céu

Mais Perto do Céu.JPG

PORTALÓ (MEMÓRIAS DA BAHIA)          -----"-----         PARTE I: PAISAGENS OU O SORTILÉGIO DA PAIXÃO

             I

 

“MAIS PERTO DO CÉU”

 

Quem não tem

Fantasias nesta vida?

Filmes não vividos,

Só sonhados…

Soluções impossíveis

Que parecem ter saída,

Raciocínios absurdos,

Mas na perfeição elaborados…

 

Caminhos percorridos

Pela mente,

Porque foram,

Por ela,

Imaginados.

 

Sonhar uma viagem,

Mas tão secretamente,

Que não se encontram

Excertos registados…

 

E assim…

Descobri um ponto no infinito,

Preciso, definido,

Desvendado,

E vê-lo mais perto,

Cada vez,

Sem palavras usar,

Nem mero grito,

A pouco e pouco

Melhor sendo focado,

Redesenhando,

Com espantosa nitidez,

As formas, os traços,

As imagens,

Que na memória recordam as paisagens…

 

Quem não teve

Fantasias nesta vida?

Quem não sentiu saudades

Mesmo que apenas de fugida?

 

Foi destapado o esquecimento,

O véu,

Que nos prova o quanto,

De verdade,

Já vivemos plena felicidade,

Mais perto,

Bem mais perto do céu…

 

Gil Saraiva

 

* Parte I - Paisagens ou o Sortilégio da Paixão

 

 

Livro de Poesia - Quimeras de Quimera II: Tu

Tu.jpg

 

"TU"

 

Tens nessa voz o timbre de outros hinos;

Tens nesse corpo a carne apetitosa;

Tens nessa pele a seda mais sedosa;

Tens belos os teus olhos cristalinos;

 

Tens brilho nos cabelos leves, finos;

Tens nos lábios o rosa de uma rosa;

Tens nos nervos a fibra corajosa;

Tens tu, no sangue, a raça dos latinos!...

 

Tens tudo o que te deu a natureza...

E nada mais de bom podia dar:

Carinho, inteligência, amor, beleza,

 

Dedicação e calma... mais: sonhar…

Mas te perdi. Teu ser já me não quer,

Como posso ser teu? Diz-me, mulher...

 

Gil Saraiva

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub