Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estro

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Estro do meu ego guarda a minha poesia, sem preocupações de forma ou conteúdo, apenas narrativas do que me constitui...

Livro de Poesia - Sintra-me: XXXVI - Mar e Terra

Terra e Mar.jpg

     XXXVI

 

“MAR E TERRA”

 

O teu olhar sem fim bebeu selvagem,

Este meu pobre ser, desgovernado...

Perante um corpo assim tão torneado,

Eu me rendi à divinal paisagem.

 

Se o teu ser me pedia uma massagem,

O meu, em ti, ficou paralisado.

A custo, de meus dedos fiz arado

E com eles lavrei uma passagem

 

Por vales, por encostas, com ternura,

Em momentos roubados ao prazer,

Que entre nós cresceu no verbo ter,

 

Sorrindo no secreto da loucura.

Vampírica paisagem, que sem guerra,

A ambos transformou em mar e terra...

 

Gil Saraiva

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub